Por que o ministério que lidero não frutifica?

Irmão, permita-me, ao menos neste artigo, fugir das regras dissertativas e da técnica cênica, gostaria de compartilhar uma palavra ministerial muito edificante que Deus me deu, que se encontra no livro de Josué, a partir do capítulo primeiro.


Façamos um “flash back” do que estava acontecendo com o povo hebreu: Moisés sabia que estava com os dias contados, e Deus o orientou a treinar e discipular Josué, um jovem, filho de Num, para que fosse seu sucessor depois de sua morte. Moisés morreu no monte Nebo logo após contemplar a terra prometida à sua nação e Josué se levantou como líder dos hebreus. Apartir daí, começa o livro de Josué.
O capítulo primeiro de Josué é realmente muito bonito, e creio que todo líder deveria lê-lo periodicamente, pois é como se fosse “o manual do líder chamado por Deus”. O verso três é um dos mais fortes: “Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, [...].”. É uma promessa que é real nas nossas vidas, assim como o verso cinco: “Ninguém se sustentará diante de ti, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei”. E no capítulo nove é dito que “Deus é contigo onde quer que andares”. Todas essas promessas são para nós, ministros de Deus e líderes. Segundo essas palavras, podemos afirmar que nossos ministérios frutificarão, o inimigo não nos derrubará e Deus estará conosco como esteve com Moisés, ou seja, teremos tanto contato com a glória de Deus que nossos rostos resplandecerão e todos verão que Deus esta conosco.

Muito bonito... Mas que atire a primeira pedra aquele que nunca viu seu ministério definhando. Que se manifeste aquele que nunca ensaiou uma peça, que sabia que era vontade de Deus, mas o inimigo venceu e a ministração não ocorreu. Mas esperemos, releiamos o verso cinco de Josué primeiro, Deus disse que ninguém se sustentará diante de nós, e como podemos fracassar se temos esta promessa?

Esta é a hora que ficamos bicudinhos com Deus! Pecamos por não conhecermos as escrituras, achamos que Deus deve dar e nós não devemos fazer nada. Jesus é o Senhor e nos, meu irmão, somos os servos inúteis que não valiam nada, logo não devemos agir como senhores, esperando a bênção cair e pegarmos.

Vou dizer o real por que dos meus, dos seus e de todos os fracassos ministeriais do mundo: Nossa memória é seletiva a tal ponto de que lembramos dos nossos direitos, mas nossos deveres são esquecidos rapidamente. Releiamos o capítulo primeiro de Josué, vejamos o verso sete: “Tão somente esforça-te e tende bom ânimo para teres cuidado de fazer conforme toda lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita, nem para a esquerda, para que prudentemente te conduzas por onde quer que andares.”, agora vejamos o verso oito: “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo quanto nele está escrito; porque, então, farás prosperar o teu caminho e, então, prudentemente te conduzirás”.

Bom, vamos começar pelo ânimo. Quantas vezes vamos para nossos ensaios pensando “quem dera estivesse em casa”. Ou então há aquele irmão que quer aprender, mas tem muita dificuldade e nós desejamos expulsá-lo do ministério. Dou oficina de teatro para juniores e adolescentes, acredito muito neste ministério, e muitos dos frutos já colhidos foram devidos a misericórdia do grupo para com um componente que não conseguia dar um sorriso no palco. O desanimo é quando o inimigo te vence antes da guerra, é uma vergonha, um absurdo, não permita que o desânimo tome conta do seu ministério.

Agora pensemos na lei, aí entra a nossa vida pessoal também, temos realmente nos consagrado conforme a Palavra nos orienta? Não podemos esquecer que somos templo do Espírito Santo. E outra coisa ainda mais importante, certa vez Davi decidiu contar o número de homens do reino para saber qual era a sua força, contrariando a vontade de Deus. Deus não queria que Davi confiasse no próprio braço, mas Davi mesmo assim queria saber seu potencial. Com este pecado, o povo pagou muito caro, Deus perguntou para Davi qual castigo “preferia”: três anos de fome, três meses fugindo de inimigos ou três dias de peste. Davi escolheu os três dias de peste. É assim que acontece: quando o líder cai, os liderados pagam caro também. Lembre-se, irmão, que você tem responsabilidade sobre as pessoas que lidera, e que o seu pecado pode não ser apenas problema seu. Sua autoridade espiritual é poderosa.

Josué também sofreu com este aspecto na batalha de Jericó, Depois da vitória sobre a cidade, Deus disse para não tomar nenhum pertence de Jericó, nisto o exército todo fracassou. Acã acabou pegando alguns objetos, e isto levou ao fracasso na batalha de Ai, uma cidade muito menor do que Jericó. Por causa de um homem, todo o exército perdeu, por isso é necessário que nós, líderes, enfatizemos a importância da santificação nos nossos grupos, senão apenas perderemos.

Vejamos também sobre “meditar no livro da lei”. Como anda nossa leitura Bíblica? Estamos lendo diariamente a Bíblia? Se lermos quatro capítulos por dia, terminamos de ler a Bíblia toda em um ano! Mas trabalhamos tanto, estudamos muito, dormimos mal e final de semana vamos para a igreja, não há tempo para ler a Bíblia. Estas desculpas vieram do inferno! Foram sopradas em nossos ouvidos e nós as utilizamos! Minha mãe já dizia “Quem quer, acha tempo”, já meu pai dizia “Se não há tempo, faça tempo”. Não sou ninguém para avaliar a rotina de ninguém, mas Deus sabe se somos despreocupados com relação a isso ou não.

A única maneira de conseguir vitórias é seguindo os versículos sete e oito de Josué capítulo primeiro. Todas as promessas deste capítulo são para nós! Mas temos que obedecer. Lembremos das palavras de Samuel: “Obedecer é melhor que sacrificar”. Quando aprendermos isto, viveremos o Salmo 1, que promete frutos, folhas imarcescíveis e prosperidade abundante, mas que cobra meditação bíblica Deus nos ama e nos chamou para este ministério. Teatro não é brincadeira e nem distração nas datas festivas, é coisa séria, é guerra. Deixo de desfecho, o versículo seis: “Esforça-te e tem bom ânimo, porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais que daria”.

-------------------------------------------
Paulo Marcos Pereira dos Santos